Alimentos que Ajudam Contra Sintomas da Depressão

Publicado em 17/07/2016

Resolvi falar de depressão hoje, lembrei de uma pessoa que foi muito importante pra mim e que sofreu a vida inteira com esta doença sem nunca ter tido um tratamento correto. Muitas vezes ouvi comentários do tipo, ela chora por qualquer coisa, olha ali, já vai chorar, ela está sempre doente, ela faz drama pra tudo, ela é pesada, ela faz isso pra chamar a atenção. Eu não sabia o porquê, não fazia idéia de que toda aquela tristeza poderia ser uma doença, uma alteração química no cérebro. Muitas vezes suspeitei mesmo que fosse apenas para chamar atenção, na época não se falava em depressão. Mesmo hoje, depois de muito se falar neste assunto, há muitos tabus em relação ao assunto.

Quem nunca passou por isso, pode achar difícil imaginar, mas pela minha experiência, vou tentar descrever. A pessoa se encontra em um estado permanente de tristeza, com o peito sempre apertado, arrasta corrente sem saber direito o porquê, é dominada por pensamentos negativos e pessimismo, não tem energia e vontade de nada, falta empolgação, não vê sentido em nada e sobra medo. Consegue imaginar? Não é nada fácil viver neste estado, eu sou testemunha.

A depressão é tratada com remédios prescritos por médicos e terapia. Mas apesar de não existir uma dieta específica para combate-la e nos colocar instantaneamente em um estado de humor melhor, uma dieta saudável também pode nos ajudar como parte do tratamento.

Publicidade

Como a depressão é uma doença que corre na minha família, eu sempre tento manter certos alimentos na minha dieta. Alimentos ricos em certas vitaminas, grãos integrais, quanto mais fibra melhor. E acho que me ajuda muito, apesar de eu nunca ter caído de cama por uma depressão, já tive meus momentos, por isso gosto de me manter sempre consciente de que não estou livre. Acredito que através da alimentação podemos operar milagres no nosso corpo e estou sempre contando com isso para me ajudar.

A alimentação correta, usando certos alimentos, não é a cura, mas com certeza ajuda.  A lista abaixo é de vitaminas e alimentos estudados em relação ao combate a depressão. Mas para montar uma dieta eficiente é sempre bom consultar um nutricionista.

Alimentos que devemos evitar

Cafeína e Doces

A cafeína pode ser bem difícil de ser evitada. Contudo é bem importante consumir a cafeína em doses moderadas, particularmente quando você estiver enfrentando uma depressão. A cafeína pode aumentar a insônia e a ansiedade, e isso só vai ajudar a depressão a ficar mais forte. Pessoas que consomem mais de 4oo miligramas por dia, o equivalente a 4 xícaras, deveria considerar diminuir bastante esta quantidade.

Evitar doces é uma outra forma de ajudar. O açúcar pode fazer você se sentir com mais energia num primeiro momento, mas não vai demorar para você ter um colapso e esta energia cair.

Alimentos que podem ajudar

Carboidratos bons pra saúde

Consumir carboidrato é um gatilho para o cérebro produzir serotonina, que considerado o hormônio do humor. A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais. Então ao invés de tentar evitar os carboidratos, consuma os certos que vão só agregar vitaminas importantes a sua saúde e ativar a serotonina.

Exemplos:

  • Batata
  • Feijão
  • Lentilha
  • Frutas
  • Aveia
  • Arroz integral (todos grãos integrais)
  • Quinoa
  • Massa e pães integrais

Omega-3

O beneficio principal associado com o omega-3 é o melhoramento das funções do cérebro. Portanto, vários estudos tem demonstrado que omega-3 pode ajudar a aliviar os sintomas da depressão. Alguns dos produtos do metabolismo do omega-3 são anti-inflamatórios os quais são associados com depressão e doenças crônicas como problemas cardiovasculares.

Exemplo de fontes de omega-3:

  • Salmão
  • Atum
  • Camarão
  • Nozes
  • Óleo de Canola
  • Linhaça
  • Folhas verde escuras (couve, rúcula, espinafre)
  • Brócolis
  • Semente de chia
  • Quinoa

 Vitamina D

Muitos estudos tem mostram que o deficit de vitamina D tem relação com a depressão. A principal fonte de vitamina D é o sol, mas também pode ser encontrada em:

  • Peixes
  • tofu
  • Leite
  • Ovo cozido
  • Figado de Galinha
  • Sardinha enlatada

Selênio

O selênio é investigado pois poderia alterar os níveis de neurotransmissores no cérebro. Vários estudos tem sugerido que uma dieta rica em selênio melhora significantemente o humor.

Algumas fontes de selenio são:

  • Farinha de trigo (use a integral)
  • Castanha do Para
  • Frango
  • Arroz (use integral)
  • Ovo
  • Carne bovina
  • Queijo
  • Semente de girassol
  • Ostra
  • Atum
  • Pão integral
  • Centeio
  • Aveia
  • Feijão
  • Cogumelo
  • Porco

Cuidados com o selênio:

Apesar dos benefícios o excesso de selênio pode causar caracterizada por sintomas como desconforto gastrointestinal, perda de cabelo, manchas nas unhas, mau hálito, fadiga, irritabilidade e danos leves nos nervos. Outro perigo é o de aumentar o risco de desenvolver diabetes do tipo 2, algo que foi verificado em um estudo que durou oito anos.

A ingestão diária de selênio é baixa, consulte o nutricionista para maiores esclarecimentos.

Vitamina B

Vitamina B-12 e outras vitaminas do complexo B desempenham um papel na produção de produtos químicos do cérebro que afectam o humor e outras funções cerebrais. Os baixos níveis de B-12 e outras vitaminas B, tais como vitamina B-6 e de folato (ácido fólico) pode estar ligado a depressão.

Exemplos de fontes de vitamina b12:

  • Leite
  • Queijo
  • Iogurte
  • Peixe
  • Ovo de galinha

Exemplos de fonte de vitamina B-6:

  • Germen de trigo
  • melancia
  • banana
  • salmão cozido
  • frango cozido
  • batata assada no forno
  • Avelã
  • Suco de ameixa
  • Castanha
  • Suco de tomate
  • Espinafre cru
  • Bife de figado

Exemplos de fontes de folato;

  • Espinafre
  • cove
  • Alface mostarda
  • Alface romana
  • Nabo
  • Brócolis
  • Aspargos
  • Frutas cítricas
  • Feijão ervilha e lentilha
  • Abacate
  • Sementes e nozes
  • Couve

Esta é uma pequena lista de quem pesquisou na internet e em livros. É sempre bom saber do efeitos de vitaminas no nosso corpo, mas o recomendável é que a pessoas interessada procure um profissional para ser melhor orientada na hora de montar uma dieta mais eficiente.

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *