Receita de Espaguete com Sardinha Portuguesa, Ora viva.

Publicado em 21/07/2014

Espaguete com Sardinha Portuguesa

Mais de um mês sem dar as caras no Delicitas mas desta vez com dois motivos bem fortes. O primeiro é que finalmente fui a Portugal, objeto dos meus desejos mais ardentes, desde muito tempo que eu sonhava em fazer uma visitinha gastronômica por lá. E o outro motivo forte são as horas extras que estou fazendo no trabalho pra pagar a viagem 😛

E vou dizer, come-se muito bem naquela terra. Muitas coisas são parecidas com a nossa culinária, como não poderia deixar de ser. Claro que em uma semana não se vê tudo, faltou muita coisa como os vinhos e os queijos por exemplo, não fui para o interior, não fui para a região do porto, fiquei apenas entre Lisboa, Cascais e Sintra mas só este pedacinho de Portugal já me deixou enlouquecida por este lugar e querendo voltar logo.

Publicidade

Já no primeiro dia, nosso amigo e guia Frederico Formigal, nos levou às sardinhas portugueses, o que me causou estranhamento já que eu achava que a primeira coisa que iríamos experimentar seria o famoso bacalhau. Mas a culinária portuguesa não é feita apenas de bacalhau e doces amarelos (ah! os doces amarelos), e esta foi a primeira especialidade lusitana que eu tive o prazer de conhecer, olha elas aí:

As sardinhas portuguesas

Estas são as sardinhas portuguesas grelhadas. São realmente uma delícia! Tirando o trabalho que dá pra comer pela quantidade de espinhas e o fato de que eu fiquei com uma delas entalada na garganta. Os amigos portugueses repitiam, come pão que empurra pra baixo, comi todo o pão que vinha pela frente e não adiantou nada, passei o dia com a espinha na garganta.

Por isso que o garçom já trás um prato cheio de pão, batata… tudo pra empurrar espinha de certo…

Os portugueses são tão orgulhosos e especialistas em sardinhas que até as simples sardinhas enlatadas viraram gourmet e são vendidas em lojas estilosas e em lindas embalagens de todos os tipos e com temperos variados.

Logo que chegamos em Lisboa em um trem vindo de Cascais nos deparamos com um mercado público e isso pra uma food enthusiast como eu, é a mesma coisa que largar uma criança no parque de diversões com entrada livre para todos os brinquedos.Andar entre botequinhos e pelas bancas de um mercadão não tem preço.

Logo que entramos neste, já vi que o lugar tinha sido renovado, não sei dizer se recentemente mas os típicos botecos de um lugar como esse me pareceram terem virado todos gourmet, uma espécie de extensão de restaurantes e pastelarias famosos.

Mercado da Ribeira

Ao lado deste pavilhão vem a parte de bancas de frutas, verduras, plantas e afins. Meus olhos se encheram com todo aquele colorido e eu fui logo agarrando uma manga bem grande e vermelha e colocando perto do nariz pra sentir o perfume, e de olhos fechados. Foi quando uma senhora gorda atrás do balcão engrossou a voz e interrompe o meu momento, “vai comprar? não consegui nem responder que sim e ela já continuou dizendo ”se não vai comprar é só pra olhar e não pra pegar!”. Pasma, larguei a fruta, dei três passos na direção da porta de saída e o meu sangue subiu, voltei e disse; só não compro porque a senhora é uma mau educada. Hoje eu me arrependo, deveria ter é tirado uma bela foto daquela cara mau humorada pra guardar de recordação. Que pena, gente braba não sabe aproveitar este tipo de oportunidade.

Sai de lá furiosa, com o meu marido tentando contornar a situação, o que ele só conseguiu fazer, quando espertamente, me mostrou esta loja de conservas em uma esquina. Este lugar tem pouco menos de cem anos e as conservas de sardinhas e outros frutos do mar são embaladas em embalagens clássicas, coloridas, cheias de desenhos, vintage e modernosas. São todas dispostas em prateleira e sobre mesas como se estivessem, ou estão mesmo, em uma boutique de conservas, é uma das coisas mais legais gastronomicamente falando que eu vi em Lisboa. Se não fossem tão boas, nunca teria aberto a latinha, só pra deixa lá, decorando a minha cozinha.

Loja das Conservas

Depois de uma semana de volta em casa finalmente tive corangem de abrir a embalagem e fazer uma massa com sardinha portuguesa aqui em casa. Hoje eu escolhi a lata de sardinha defumada e limpa, pra não correr o risco de ficar enagasgada outra vez. Amanhã quem sabe vai sair um bolinho de sardinha…

Sardinha Loja das Conservas

Sardinha Loja das Conservas

Pra fechar este post a receita de massa com sardinha.

Ingredientes do Espaguete com Sardinha Portuguesa para 2 duas pessoas:

  • 250g espaguete
  • 1 lata de sardinha (só o filé)
  • 15 tomates cereja cortados ao meio ou quartos
  • 3 colheres de sopa de alcaparras
  • 3 colheres de sopa de azeitonas pretas picadas
  • 1 colher de sopa de pimenta calabresa em floco
  • olive oil
  • sal a gosto

Eu não tinha salsa em casa senão teria usado uma boa quantidade.

Como fazer:

Cozinhe o espaguete segundo instruções do pacote.

Enquanto o espaguete estiver cozinhando comece o molho colocando um fio de óleo numa frigideira grande e os tomates cortados ao meio e deixe cozinhar mexendo de vez em quando. Quando faltar 1 minuto pra massa ficar pronta adicione todos os ingredientes aos tomates. Coe a massa, leve a frigideira junto com o molho, misture bem e sirva.

Resumo
Nome da Receita
Receita de Espaguete com Sardinha Portuguesa
Publicado em
Tempo de preparo
Tempo de cozimento
Tempo total
Nota
5 Based on 3 Review(s)

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *